"Somos lobos e falcões regressando à casa em equilíbrio."

"Somos lobos e falcões regressando à casa em equilíbrio."


Cruzando os céus de leste a oeste e de norte a sul
A alma percorre caminhos por entre as sombras da Lua
Onde espíritos da noite, envoltos na névoa dos sonhos
Brindam o entardecer nas densas nuvens do passado
Revelações escondidas, tanto abaixo como acima das emoções
Relatam fatos que vão muito além das espirais do tempo
Numa dança sem fim, envolvente e sedutora
Feixes de luz emolduram belas formas de imensa energia
Seguem adiante e mergulham nesse mais breve azul
Para mais tarde, despertar nas terras da cor de esmeralda
Salve, raízes ancestrais que circulam por entre os mundos
Fazei-nos viver essa magia todos os dias da nossa vida... Awen!



quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Bem hoje vou falar de outro livro que li, na verdade é uma série e muito boa!!!

ler os livros: Família Perigueux - Patricia Ryan


A série Perigueux Family (Família Perigueux) consiste de dois livros:

Secret Thunder (1997) - O Dragão Negro - Luke Perigueux

Inglaterra, 1776


A Bela...

Assim como seus ancestrais saxões, Faithe de Hauekleah faria qualquer coisa para preservar seu lar e seu modo de vida, até mesmo aceitar casar-se com um guerreiro de reputação feroz, embora jurasse para si mesma que jamais entregaria o coração! Contudo, ela não imaginava o que viria a sentir nos braços de Luke. Nunca pensou que um homem pudesse ser tão forte a ao mesmo tempo tão gentil, tampouco que pudesse guardar um segredo capaz de separá-los...

A Fera...

Conhecido como o Dragão Negro, tanto pelos amigos quanto pelos inimigos, o notório Luke de Périgeaux encontra a redenção nos braços de Faithe, porém guarda um segredo monstruoso, que jamais poderá revelar a ela...

Wild Wind (1998) - Lobo Solitário - Alex Perigueux

Normandia, 1073

Desejo proibido!


Nicole de St. Clair se casou unicamente para gerar o filho que lhe possibilitaria receber sua herança. Por isso ela partiu o próprio coração e o de Alex de Perigueux, o jovem cavaleiro por quem estava apaixonada. Agora, dez anos depois, Nicole ainda não engravidou, e o marido está gravemente enfermo.


Alex retorna à França como heroi, porém sua alma ainda está destroçada. A honra deveria impedi-lo de aceitar a proposta do marido de Nicole para seduzi-la, conceber um filho e depois desaparecer para sempre. É uma proposta indecente, porém irresistível. No entanto, poderá desencadear uma tempestade de desejo que condenará Alex e Nicole à perdição, ou os arrebatará num amor tão puro e poderoso... que fará estremecer céus e terra.

sábado, 13 de agosto de 2016

Bem, hoje vou começar a postar a cada livro que ler, para falar para vcs sobre a história e falar sobre o meu parecer de cada uma lida.
Vamos começar:

Nina Beaumont - As Duas Vidas de Adrienne
Título Original: Across Time
Protagonistas: Alessandro di Montefiore e Adrienne de Beaufort

Livro para ler


Clássicos Históricos Especial 01


 "Ao ser levada para o leito nupcial, Adrienne não tinha como fugir: dentro de instantes teria de entregar sua pureza a um estranho!
O duque Alessandro di Montefiore, precisava consumar aquele casamento arranjado. Mas não confiava em sua esposa: Isabella era famosa em Siena tanto por sua beleza quanto por sua maldade! Contudo, na noite de núpcias, quando ela o fitou com um misto de vergonha e desejo em seus olhos ardentes, Alessandro decidiu arriscar a própria vida pela promessa de alucinantes momentos de paixão...
O destino levara Adrienne de Beaufort em uma viagem através do tempo e a fizera encarnar no corpo de sua ancestral Isabella Pulcinelli - mulher marcada pela perfídia e pela traição. Sua alma, porém, não se alterara, e só Adrienne poderia evitar a tragédia que rondava Alessandro: a morte pelas mãos da cruel Isabella!”.

*******************************************
A primeira parte do livro se passa em 1794 na Normandia, França, durante a Revolução Francesa. Adrienne de Beaufort se viu em apuros, sozinha em seu castelo tentando esconder uma mulher e o filho recém-nascido procurados pelo "cidadão" Marcel Fabien. Depois de uma breve luta corporal entre Fabien e Adrienne, ela corre para o seu Estúdio e começa a sacudir freneticamente o quadro de sua antepassada Isabella de Montefiore como se esta pudesse lhe resgatar ou lhe dar uma solução de como escapar de uma difícil situação. E o inesperado aconteceu! Adrienne acordou na cama e no corpo de Isabella em plena noite de núpcias com Alessandro de Montefiore herdeiro do Ducado de Siena. Só que ao contrário de Adrienne, Isabella era uma pessoa terrível que traiu e enganou Alessandro o quanto pode apoiada por seus dois irmãos inescrupulosos e que foi capaz de tramar a morte do próprio marido. Adrienne sabia de tudo pois detinha os diários de Isabella la bella, por obra do destino era sua descendente. Agora que voltou no tempo viu nisso a chance de mudar tudo, mas não se julga capaz para realizar tantas mudanças. Alheio a toda essa confusão Alessandro não consegue combinar e entender as antigas e atuais atitudes da esposa, desconfia de tudo e de todos (não que ele esteja errado) e vive entre a cruz e a espada o tempo todo.

"Na França de 1794, Adrienne de Beaufort era uma jovem que ajudava os fugitivos a encontrarem abrigo. E nossa história começa justamente assim: ela ajudando a esconder uma mulher e sua criança em seu próprio castelo, num aposento secreto escondido atrás do retrato de sua ancestral Isabella Pulcinelli. Mas um cidadão nojento chamado Fabien foi atrás delas e após liberar os homens que estavam com ele, tentou violentar Adrienne. No meio de sua fuga pelo seu castelo, ela se deparou novamente com o retrato de Isabella e ao olhar para ele, pedindo por ajuda em seu desespero, viajou no tempo para a Itália de quase três séculos atrás. Ao abrir os olhos, ela não viu mais o seu rosto nem o seu corpo, mas sim o de Isabella. Isso mesmo, ela voltara no tempo e tomara a forma e o lugar de sua antepassada, Isabella Pulcinelli. E justamente no exato momento de sua noite de núpcias com o Duque Alessandro di Montefiore (com direito a plateia e tudo, como era o costume na época). Adrienne uma vez lera o diário de Isabella, e sabia que a situação ali não era nada agradável.  Sabia que tudo havia terminado em tragédia: Isabella traíra seu marido, Alessandro, resultando na morte dele. Mas ao ver Alessandro, Adrienne se apaixonou por ele de verdade. E decidiu mudar o destino dele... e lutar por uma chance de ser feliz ao lado dele. Mas seria  isso possível???"

*******************************************

Pontos que eu gostaria de ressaltar:

  • Isabella era uma devassa, cruel, sem vergonha, mal caráter, de má fama. Adrienne sabia que ela traíra seu marido, Alessandro, resultando na morte dele. Além do mais, Isabella era amante de seus próprios irmãos. Ela casara virgem, é verdade, mas isso não a impedira de "brincar" com seus irmãos de outras maneiras. E depois do casamento, ela virou amante de seus dois irmãos.
  • Alessandro sabia dos boatos sobre Isabella, o que tornaria a relação deles ainda mais complicada, sobretudo somado ao ódio que existia entre as famílias Pulcinelli e Montefiore. O que significava que Alessandro não confiava nela (o casamento foi arranjado... leia o livro para maiores detalhes).
  • Dos irmãos de Isabella, Piero era o mais ávido em levá-la para a cama. Adrienne teve que usar muito jogo de cintura com ele.
  • Conquistar a confiança de Alessandro (e seu pai) não seria tarefa fácil. Ainda mais devido a má fama de Isabella. Mas Adrienne é absolutamente perfeita para essa missão.
Capa original
Mesmo o livro ser extenso (sério, a autora se empolgou em alguns momentos e deixou a caneta rolar solta, hehe), os capítulos são pequenos e eles te prendem. Eu jurava que só ia ler um e quando dava por mim, tinha lido quatro, rs.... Apesar de já ter ouvido falar bem desse livro antes, comecei a lê-lo sem muita expectativa, principalmente depois de ver que se tratava de "um histórico dentro de outro histórico" (eu achava que começava nos tempos de hoje, e aííí a mocinha voltava para o passado... me enganei). Mas não é que ele me surpreendeu??? Fiquei com o coração na mão, doida pra saber o que aconteceria em seguida, e em alguns momentos achei que tudo acabaria em tragédia e desgraça, viu?! Tive náuseas em alguns momentos, como por exemplo, todas as vezes que o irmão de Isabella falava abertamente sobre seu direito de levá-la pra cama... ou quando qualquer outro homem tentava o mesmo, à força (pobre Adrienne... presa com a beleza escultural de Isabella, tendo que burlar os homens que se achavam no direito de serem seus amantes, mesmo ela sendo uma mulher casada).